Anterior

O Brasil é campeão
na produção e na preservação!

A atividade rural ocupa 27,7% do território, 61% ou 520 milhões de hectares do território nacional ainda estão cobertos por vegetação nativa.

Fonte: CNA Explorar mais
Imagem

Produção rural e crescimento econômico

Fonte: CNA
Imagem

Em 2012 a agronegócio respondeu por 22,5% do PIB, o que representa US$ 412 bi. É responsável por um terço dos empregos, 39% das exportações (US$ 95 bi).

Brasil é o principal exportador de:

Fonte: CNA
Imagem

Suco de laranja

57,2% - produção mundial

81,8% - exportações mundiais

Imagem

Café

37% - produção mundial

28,4% - exportações mundiais

Imagem

Açucar

21,8% - produção mundial

45,3% - exportações mundiais

Imagem

Etanol

25,8% - produção mundial

16,7% - exportações mundiais

Brasil exportador de carnes:

Veja mais Fonte: CNA
Imagem

Carne de frango

35% - exportações mundiais

(1º posição)

Imagem

carne bovina

16% - exportações globais

(2º posição)

Imagem

Carne suína

8,5% - exportações globais

(3º posição)

Próximo

Projetos e Tecnologias Para a sua produção se tornar mais lucrativa e sustentável

Anterior

Agricultura de Baixo Carbono (ABC)

Conheça a ABC, suas principais práticas e o projeto da CNA em parceria com a Embaixada Britânica. Tudo para tornar a agropecuária brasileira ainda mais sustentável.

Saiba mais

Agricultura de Precisão

Maior produtividade, menor custo e mais renda. Agricultura de precisão é o futuro da agricultura no mundo e o Time AgroBrasil não podia ficar de fora.

Saiba mais

Leite Legal

O Time AgroBrasil quer o leite brasileiro na primeira divisão. Por isso, o Sistema CNA/SENAR e o Sebrae se uniram por um leite mais limpo, saboroso e nutritivo.

Saiba mais

Mercado Agropecuário de Redução de Emissões (MARE)

Produzir com sustentabilidade e gerar renda para o produtor rural. Com o MARE a redução da emissão de carbono é bom negócio para todos.

Saiba mais

Novo Código Florestal

A legislação ambiental construída com a ajuda de toda a sociedade garante segurança jurídica aos produtores rurais. Conheça aqui as novas regras do campo brasileiro.

Saiba mais

Política de Governança Climática da Agropecuária (PGCA)

Conheça a política e veja as medidas propostas que influenciam diretamente na sua produção e no seu planeta, como, por exemplo, o plantio direto na palha

Saiba mais

Projeto Biomas

Um projeto de pesquisa nos seis biomas brasileiros que busca soluções para a produção sustentável de alimentos. Tudo a partir da reintrodução da árvore nas propriedades rurais do Brasil.

Saiba mais

Silvicultura

Uma das melhores formas de proteger o ambiente é também uma ótima opção para diversificar a produção. Plantar florestas é uma solução ambiental e social para o país.

Saiba mais
Próximo

Tem Brasil Nesse Prato

Histórias de produtores rurais de todo o país que usam os alimentos de forma criativa, temperadas com receitas regionais para você compartilhar.

Conheça
imagem

Agro Fatos

Anterior

"Acredito que o grande ganho do trabalho que vamos desenvolver é tornar o agronegócio mais representativo e fazer com que esta geração o veja como uma carreira "

Rodrigo de Oliveira Antunes - Médico veterinário ( Participante do programa para lideranças da CNA/SENAR)

"A apicultura oferece uma importante fonte de renda nas propriedades rurais. Para quem deseja aprofundar a questão gerencial visando tirar o melhor desempenho da atividade, o SENAR oferece cursos de gerenciamento rural voltados à eficiência da empresa rural."

José Zeferino Pedrozo Presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do estado (FAESC) e do conselho de administração do SENAR/SC.

" A partir do momento em que as propriedades forem geridas de forma empresarial haverá maior atração de jovens. Todas as transformações do mundo rural, com o aumento dos riscos, uma volatilidade do mercado maior e com todas as tecnologias e pragas que existem hoje, automaticamente está exigindo que o produtor seja mais moderno "

Fernandes, Diretor da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (FAMATO)

"Existe uma grande carência de profissionais na área de assistência técnica no Brasil. Vamos capacitar esses jovens para serem técnicos de campo e atuarem no nosso programa e em outras instituições também. Uma das características do nosso curso é trabalhar a parte técnica e gerencial e isso, cada vez mais, será um diferencial no mercado de trabalho. Vocês são pioneiros no Brasil"

Janete Lacerda de Almeida Coordenadora de capacitação técnica do Programa de Assistência Técnica e Gerencial com Meritocracia do SENAR.

"Existe uma grande lacuna em assistência técnica hoje no Brasil. Mas não adianta insistir em modelos engessados, com conotação meramente assistencialista ou com interesses comerciais. Isso está fadado ao insucesso. O grande diferencial do programa do SENAR é contemplar a gestão das propriedades rurais. Temos que levar tecnologia, mas também conhecimento gerencial para que o produtor enxergue os resultados na sua propriedade e possa tomar a decisão. "

Matheus Ferreira Pinto da Silva. Coordenador de Assistência Técnica e Gerencial do SENAR.

"Nós somos esse grupo que está lá na frente de batalha e vai trabalhar com o produtor rural. Não vamos modificar o semiárido, mas vamos usar o conhecimento para ajudar o produtor a continuar lá e ter uma vida mais digna com sua família"

Manuel Antônio Nicolau Barros, coordenador do Sertão Empreendedor no Maranhão e superintendente do SENAR

"Na agricultura convencional, podemos analisar a média [de produção da propriedade] como um todo. Com a agricultura de precisão, é possível observar hectare por hectare, fazer a correção do que for necessário e aumentar a capacidade de produção"

Paulo Tanoye, instrutor do Senar

"Se não valorizarmos o produtor rural e a economia dinâmica do campo, toda a nossa nação irá perder. É preciso pensar nisso se quisermos ser um país sério e respeitado"

Roberto Brant, ex-ministro da Previdência e consultor da CNA

"Ficamos felizes em saber que a Federação da Agricultura é uma instituição que luta em defesa do agricultor e em defesa de novas formas de trabalhar o campo. E é somente com essa visão moderna e atitudes firmes que conseguiremos superar secas, poucos recursos governamentais e desorganização. Com essa boa parceria, a nossa agropecuária irá para frente."

Wilma de Faria, vice-prefeita da cidade de Natal/RN

"Este foi um ano excepcional e muitos desafios foram vencidos. Enquanto o saldo positivo do país foi de R$ 1 bilhão, o do setor agropecuário foi de R$ 83 bilhões. Tivemos superávit maior que o restante do país e nosso patrão se chama mercado. O que estamos fazendo aqui é a profissionalização e seremos ainda mais vitoriosos"

Senadora Kátia Abreu

" O que antes era sinônimo de atraso hoje é visto como um campo de oportunidades. Os impactos da agricultura são ainda mais visíveis nos municípios com até 20 mil habitantes, onde a economia costuma girar em torno do setor primário."

Gervásio Paulus, diretor técnico da EMATER

"Há 20 anos o agricultor que tinha uma boa safra investia apenas em áreas de terra ou imóveis. Hoje esse mesmo produtor investe em máquinas, irrigação e silos, movimentando toda a economia "

Telmo Amado, coordenador do mestrado profissional em Agricultura de Precisão da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

"Avançamos na ampliação das capacitações metodológicas e demais treinamentos específicos para atender o Pronatec. Além disso, em 2014 vamos promover também ações que envolvam os diversos setores das Administrações Regionais para facilitar a realização do programa. Para nós, o Pronatec é um outro SENAR dentro da Regional e por isso, todos devem estar envolvidos para atendermos cada vez melhor os jovens do campo”"

Andréa Barbosa, chefe do Departamento de Educação Profissional e Promoção Social (DEPPS)

"O SENAR terá escolas em 2014. Firmamos parcerias e vamos instalar Centros de Educação Profissional e Assistência Técnica Rural em todo o Brasil. Esses centros vão oferecer cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) e técnicos de nível médio, presenciais e a distância, com foco nas principais cadeias produtivas do agronegócio: cafeicultura; dendeicultura; bovinocultura de leite; bovinocultura de corte; cana-de-açúcar; fruticultura; ovinocaprinocultura; silvicultura; e grãos, fibras e oleaginosas, além de um centro especializado em gestão do agronegócio” "

Daniel Carrara, Secretário Executivo do SENAR

"Um país, um estado ou um município necessita reconhecer sua vocação para ter sucesso e se desenvolver, e a atividade agropecuária é a principal vocação econômica do Brasil. Nossas Instituições tem cumprido seu papel, qualificando e assistindo o homem do campo em sua atividade agropecuária e contribuindo na construção de sua independência"

Senadora Kátia Abreu

"Temos que pensar nos pequenos agricultores, planejar mecanismos mistos onde os interlocutores sejam representados. Não podemos deixar que o mercado defina o destino dos territórios. É papel dos Estados destinar recursos tecnológicos e apontar quais regiões têm prioridade."

Beatriz Paredes Rangel - embaixadora do México no Brasil

"O [setor] rural foi, durante muitos anos, ofuscado por um setor urbano considerado moderno, enquanto era considerado atrasado. Chegou a hora de levantar nosso setor rural; temos que reconhecer que isso contribui de maneira estratégica ao desenvolvimento da América e do Brasil."

Manuel Otero - representante do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) no Brasil

"Nós avançamos (...) no fortalecimento da agricultura e do agronegócio. Investimos em infraestrutura, em obras como esta do novo berço do porto de São Francisco [do Sul] que tem uma grande relevância para a região e para o Brasil, como um todo."

Presidenta Dilma Roussef

"Com o PAC 2, vamos investir, em preço de mercado, mais de R$ 1 milhão em cada um dos 5.061 municípios beneficiados. Vamos atender quase 90% da população rural, este é um programa inédito na história do Brasil. Um programa de grande envergadura que, com a entrega de máquinas, permite que os municípios cuidem de suas estradas vicinais."

Pepe Vargas - Ministro do Desenvolvimento Agrário

"O grande potencial de aumento na produção do Brasil, principalmente quando se refere ao centro-oeste do país, depende do crescimento de mercados como os da China, para onde podemos escoar as produções recordes que crescem a cada safra. Isso prova a importância do trabalho que o governo oferece com os programas do Plano Agrícola e Pecuário."

Neri Geller - secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura

"O setor [agrícola] continuará a se beneficiar de uma demanda interna e externa sustentada, principalmente porque a economia mundial deve acelerar seu crescimento econômico a partir de 2014, principalmente nos EUA e na China; a renda do brasileiro continuará crescendo, embora com taxas mais modestas, o que deverá manter a demanda por alimentos ainda em processo de alta moderada."

Luiz Carlos Mendonça de Barros - economista

"O Brasil deixou claro que tem todas as condições de atender o aumento da demanda chinesa por alimentos, seja pela fartura de terras e de água, seja pelos ganhos de produtividade. Estamos prontos e com os olhos voltados para a China."

Roberto Brant, ex-ministro e consultor da CNA

"Precisamos capacitar profissionais que saibam usar técnicas de engenharia na avaliação e projeto do ambiente de produção avícola. Isso pode minimizar até 30% das perdas da produção."

Daniela Jorge de Moura, coordenadora do workshop Ambiência de Precisão na Agricultura na Unicamp

"A China passa por um momento de grandes transformações e nós queremos estar prontos e preparados para atendê-las. Sabemos que tudo isto significa aumento de renda e de consumo, sobretudo de alimentos."

Senadora Kátia Abreu

"Temos a agricultura mais eficiente do planeta, temos tecnologias prontas, produtores eficientes, terra e água. Em pouco mais de duas décadas, os produtores brasileiros ampliaram em 220% a produção de alimentos, para um aumento de apenas 40% em área cultivada. Em 1991, a safra nacional de grãos, colhida em 38 milhões de hectares, não passava de 58 milhões de toneladas. Na temporada 2013/14, com 53 milhões de hectares plantados, a projeção é colher 196 milhões de toneladas"

Roberto Rodrigues, ex-ministro da Agricultura

"A alta produtividade, as rígidas leis ambientais e uma governança mais eficiente na fronteira agrícola permitiriam a expansão controlada da produção agrícola brasileira, muito mais eficiente, por exemplo, do que na África e no Sudeste Asiático, hoje."

Marcos SawayaJank - sócio diretor da Plataforma Agro

"O desafio da segurança alimentar e do atendimento à crescente demanda por alimentos requer um esforço global e cooperativo no qual as dimensões da abertura de mercados, a integração de cadeias produtivas do agronegócio e o desenvolvimento tecnológico terão importante papel."

Senadora Kátia Abreu

"Energia, água, alimento, meio ambiente e pobreza são metade das mazelas que o mundo enfrentará e a agropecuária tem solução para todas elas.Tem condições de alimentar a demanda interna e produzir excedentes para a necessidade mundial; produzir energia; ampliar renda e, tudo isso, de forma sustentável, respeitando o meio ambiente"

José Mario Schreiner, presidente do sistema FAEG / SENAR

"Somos destaque na agricultura mundial, por isso programas como o Agricultura de Baixo Carbono são fundamentais para a implantação de novas tecnologias voltadas para o conceito de responsabilidade social, tendo em vista os cuidados que os produtores rurais são orientados a ter em suas propriedades para que sejam sustentáveis no âmbito ambiental, social e econômico"

Neri Geller, Secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura , Pecuária e Abastecimento (MAPA)

"O SENAR está ajudando, com assistência técnica, os grupos que realmente podem sair da pobreza com a agricultura. O SENAR é descentralizado, está presente em todos os Estados do País, e tem condições de identificar quem realmente precisa desse apoio"

Daniel Klüppel Carrara, secretário executivo do Senar

"O agronegócio tem extrema relevância para a economia do Brasil. Ele é responsável pela geração de 37% dos empregos no País e movimenta bilhões todos os anos com as exportações"

Eduardo Riedel, presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (FAMASUL)

"Hoje, a mulher é gestora, empreendedora e líder na propriedade rural. Essa é uma revolução que está acontecendo no campo"

Carlos Sperotto, presidente do Sistema FARSUL

"O segmento continua a salvar a balança comercial brasileira com superávits extraordinários, crescimento do PIB agropecuário e geração de empregos"

José Zeferino Pedrozo, presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do estado de Santa Catarina (FAESC)

"A pesquisa agropecuária contribuiu muito para que o Brasil pudesse, em um espaço de tempo relativamente curto, alcançar sua segurança alimentar e se projetar como um provedor de alimentos e matérias-primas agrícolas para o mundo."

Maurício Lopes, presidente da Embrapa

"Enquanto o país teve um crescimento de 1,9% do seu Produto Interno Bruto (PIB) – no primeiro trimestre de 2013 - em comparação com igual período do ano passado, a agropecuária apresentou um consistente aumento de 17% [...] o agronegócio, mais uma vez, mostra ao Brasil que cumpre com sua obrigação, com sua vocação, investindo em tecnologia, em mão-de-obra especializada e na melhoria de produtividade"

Senadora Kátia Abreu, Presidente da CNA

"Na esteira do desenvolvimento fica evidente que a agricultura brasileira está contribuindo substancialmente para o crescimento econômico do país, gerando divisas para a nação, fixação do homem no campo, aumento do emprego e, principalmente produção de alimentos para a população"

Paulo Ruwer, diretor da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia

"A agricultura [...] evoluiu muito, hoje nós temos muitas regiões que utilizam de irrigação, uma pecuária que se modernizou bastante, altamente produtiva e um sistema produtivo muito exigente."

João Martins, presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia – e 1º vice-presidente da CNA

"Hoje, somos exemplo para outros países que abusam no uso de determinados produtos que nós já abolimos por aqui. O nível de controle e de preocupação com isso é muito grande"

Luiz Carlos Corrêa Carvalho, presidente da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag)

"É o agronegócio o responsável, há anos, pelos sucessivos superavit da balança comercial brasileira e responde também por 30% dos empregos formais do país. Nosso superavit anual nas exportações é de US$ 79,4 bilhões; o superavit final do país é de US$ 19,4 bilhões, o que significa que o agro financia os US$ 60 bilhões de deficit dos outros setores."

Senadora Kátia Abreu, presidente da CNA

"Brasil, 12% da água doce do mundo e 30 milhões de hectares de áreas irrigáveis. Somos a maior potência alimentar e ambiental do planeta."

Senadora Kátia Abreu, presidente da CNA

"Nossa produção nos campos, seja devido às pesquisas ou ao alinhamento entre governo e iniciativa privada, há tempos se tornou exemplo de competitividade e eficiência. Quando o assunto é exportação, há anos a balança comercial agropecuária sustenta o saldo positivo do Brasil."

Antônio Andrade, Ministro da Agricultura

"O Brasil usa apenas 27,7% do território para produzir e preserva 61% com vegetação nativa. Nenhum país do mundo pode ostentar uma relação tão generosa entre produção e preservação."

Senadora Kátia Abreu, Pres. da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil

"O Brasil tem uma das agropecuárias mais eficientes do mundo, e se vamos ser a quinta economia do mundo no curto prazo, ou se vamos estar entre as primeiras potências do mundo, um dos fatores disso se deve ao fato de sermos uma potência alimentar e uma potência energética."

Dilma Rousseff , Pres. da República

"O aumento da produção agropecuária no Brasil tem sido impressionante. Entre 1996 e 2006, o valor total da produção do país subiu de R$ 23 bilhões para R$ 108 bilhões, crescimento de 365%."

Revista The Economist

"Pelé é o maior jogador do mundo por acaso? Nada é por acaso e não existe sorte. Nós temos clima, terra, gente. Um produtor teimoso e vontade de produzir."

Mendes Ribeiro, Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

"Nos últimos 30 anos a produtividade triplicou. Fomos capazes de transformar terras incultas nas mais produtivas lavouras. O mundo reconhece o valor da agricultura brasileira, atribuindo a ela a sustentabilidade tão quanto ou mais que as deles."

Alysson Paulinelli, Ex-Ministro da Agricultura

"Somente a disseminação intensiva de tecnologia, que promoveu o crescimento da agricultura brasileira; pagou boa parte da divida externa; diversificou e ampliou as exportações; reduziu substancialmente o preço da cesta básica; gerou poupança para financiar o desenvolvimento e os programas de transferência de renda- pode eliminar a pobreza rural, desconcentrar a renda e gerar bem-estar no campo."

Eliseu Alves, Fundador da Embrapa

"O Brasil produz, primeiramente, para alimentar 190 milhões de brasileiros, e da soja se extrai a proteína mais barata do mundo, que, além de suprir as necessidades alimentares da população, auxilia na dieta de bovinos, suínos e ovinos dos rebanhos europeus e asiáticos."

Reinhold Stephanes, Ex-ministro da Agricultura

"O Brasil dispõe de mais de 800 milhões de hectares plantáveis, dos quais somente 10% são aproveitados para o agronegócio. Nos últimos dez anos, a área plantada cresceu no país apenas 10%, mas a produtividade cresceu exponencialmente, na faixa de 150%. Isso significa que, com a mesma quantidade de terras estamos produzindo muito mais para o mercado interno e as exportações, maximizando a exploração de um recurso natural importante: o solo. Dessa forma, tornou-se exemplo de produção sustentável."

Roberto Rodrigues, Ex-ministro da Agricultura

"O Brasil é o país com mais possibilidades de elevar sua produção como resposta ao aumento da demanda local e, especialmente, da internacional. O País não utiliza com lavouras mais que 20% da área disponível, não necessita queimar nem um hectare de floresta para elevar a produção."

José Roberto Mendonça de Barros, Economista

"O processo de ocupação da terra no Brasil, não apenas aqui mas também na Europa, na Alemanha, na França, nos EUA, é um processo de substituição de florestas por lavouras. Em alguns lugares, isto se deu de forma mais intensiva, como foi o caso da Europa e dos EUA. Nós ainda temos 29% das matas do mundo, enquanto na Europa há apenas 0,1%."

Aldo Rebelo, Ministro do Esporte
Próximo

Mapa de produção Produtos agrícolas mais produzidos no Brasil

Mapa do Brasil
  • Cana de açúcar

    Cana de açúcar

    103.896.123 toneladas (2012)
  • Soja

    Soja

    34.949.700 toneladas (2012)
  • Milho

    Milho

    25.183.400 toneladas (2012)
  • Algodão

    Algodão

    2.091.600 toneladas (2012)
  • Girassol

    Girassol

    101.200 toneladas (2012)
  • Mandioca

    Mandioca

    1.288.841 toneladas (2012)
  • Sorgo

    Sorgo

    1.211.803 toneladas (2012)
  • imagem

    Arroz

    1.013.618 toneladas (2012)
  • Feijão

    Feijão

    588.836 toneladas (2012)
  • Laranja

    Laranja

    141.558 toneladas (2012)
  • Dendê

    Dendê

    1.085.408 toneladas (2012)
  • Mandioca

    Mandioca

    2.242.481 toneladas (2012)
  • imagem

    Arroz

    929.500 toneladas (2012)
  • Milho

    Milho

    1.564.800 toneladas (2012)
  • Soja

    Soja

    2.148.700 toneladas (2012)
  • Laranja

    Laranja

    268.839 toneladas (2012)
  • Café

    Café

    102.287 toneladas (2012)
  • Pimenta do Reino

    Pimenta do Reino

    33.558 toneladas (2012)
  • Cana de açúcar

    Cana de açúcar

    4.917.793 toneladas (2012)
  • Soja

    Soja

    4.222.269 toneladas (2012)
  • Milho

    Milho

    2.358.258 toneladas (2012)
  • Algodão

    Algodão

    2.282.151 toneladas (2012)
  • imagem

    Arroz

    725.335 toneladas (2012)
  • Mamona

    Mamona

    103.355 toneladas (2012)
  • Laranja

    Laranja

    1.943.062 toneladas (2012)
  • Sisal

    Sisal

    283.797 toneladas (2012)
  • Café

    Café

    14.175.202 toneladas (2012)
  • Laranja

    Laranja

    5.356.526 toneladas (2012)
  • Uva

    Uva

    512.074 toneladas (2012)
  • Feijão

    Feijão

    1.354.155 toneladas (2012)
  • Mandioca

    Mandioca

    899.945 toneladas (2012)
  • Amendoim

    Amendoim

    341.444 toneladas (2012)
  • Algodão

    Algodão

    303.513 toneladas (2012)
  • Sorgo

    Sorgo

    135.718 toneladas (2012)
  • Alho

    Alho

    134.364 toneladas (2012)
  • Arroz

    Arroz

    108.689 toneladas (2012)
  • Soja

    Soja

    19.946.349 toneladas (2012)
  • Milho

    Milho

    8.467.503 toneladas (2012)
  • Castanha de Cajú

    Castanha de Cajú

    843.118 toneladas (2012)
  • Dendê

    Dendê

    402.200 toneladas (2012)
  • Arroz

    Arroz

    4.011.303 toneladas (2012)
  • Cana de açúcar

    Cana de açúcar

    2.340.768 toneladas (2012)
  • Trigo

    Trigo

    2.235.977 toneladas (2012)
  • Mandioca

    Mandioca

    1.961.235 toneladas (2012)
  • Feijão

    Feijão

    1.287.448 toneladas (2012)
  • Cevada

    Cevada

    136.911 toneladas (2012)
  • Alho

    Alho

    132.640 toneladas (2012)
  • Aveia

    Aveia

    125.009 toneladas (2012)

Fonte: CONAB - Companhia Nacional de Abastecimento


Rede Social Time Agro Brasil A rede social do produtor rural brasileiro

Participar Anterior
Próximo


Compartilhe